Isso ocorre em parte porque a ventilação mecânica prolonga o processo de morte.

Algumas pessoas, devido a crenças espirituais ou preocupação com o impacto
emocional sobre os parentes, preferem evitar tratamentos que prolongam a vida
no caso de não serem mais capazes de respirar independentemente. No outro
extremo do espectro estão os pacientes que recebem uma segunda chance na vida
por causa dessa tecnologia.
Quadriplégicos, pessoas com condições neurológicas, respiratórias ou outras
condições que prejudiquem a respiração independente podem usar ventiladores a
longo prazo, como parte de seus planos de cuidados.
Curso de capacitação em ventilação mecanica
Essas pessoas podem precisar de cuidados de enfermagem 24 horas ou outras
opções de assistência para ajudar a manter seus ventiladores no lugar, limpos e
funcionando de acordo com as necessidades dos pacientes. Devido a esses
serviços de atendimento e à tecnologia dos ventiladores médicos, certas
condições não são mais vistas como um final de vida. Além disso, as pessoas que
usam ventiladores como dispositivos de longo prazo são, em muitos casos,
capazes de retomar suas atividades diárias e voltar ao trabalho ou à
escola. Dependendo da função remanescente das cordas vocais da pessoa, uma
válvula de fala pode ser colocada na traqueostomia ou o próprio tubo pode ser
esvaziado para permitir a fala.
Os ventiladores para esses pacientes também permitiram que os pacientes
dependessem menos da ventilação em tempo integral em alguns casos. A
tecnologia está sempre mudando e há uma grande variedade de opções para
ventilação mecânica.