Autodisciplina no ensino à distância

Estudar sozinho pode ser demorado e, conseqüentemente, requer níveis elevados de
motivação. Autodisciplina, planejamento cuidadoso ( Liu, 2008 ) e gerenciamento do tempo
( Alexander, 2001 ) são habilidades que precisam ser incorporadas ao curso. Embora isso
também possa ser verdadeiro para cursos ministrados tradicionalmente, assistir fisicamente a
palestras exige responsabilidade dos alunos ( Dickey, 2004 ), o que por sua vez pode auxiliar na
motivação por meio do engajamento social com os pares: o ensino à distância não tem esse
benefício quando a autonomia do aluno exige níveis mais elevados de motivação
intrínseca. Whiting et al. (2008, p.293) observam que a concepção de materiais de ensino à
distância pode ser especificamente adaptada para incentivar a motivação intrínseca dos
alunos, proporcionando ‘cursos estimulantes… e tarefas desafiadoras’. Esse elemento online
também pode ser incorporado ao ensino tradicional em sala de aula para encorajar um
pensamento mais independente .
A tecnologia (TIC) usada para facilitar o ensino à distância requer um maior nível de disciplina e
motivação de aprendizagem, principalmente porque pode ser difícil usar uma nova tecnologia
ao mesmo tempo que se engajar em um novo conteúdo. Os alunos podem ter problemas
relacionados às TIC, incluindo: software incompatível; hardware incorreto; incapacidade de
usar o software corretamente; e vírus de computador. https://www.unoeste.br/ead/polos-de-apoio/ms/tres-lagoas